Farofa de Banana e Bacon.

Tem coisa mais gostosa que farofa salgada-doce de fim de ano?
Sim! Farofa salgada-doce de fim de ano requentada no café da manhã do dia seguinte!
Hahahahahahahahahahaha
Gordofeelings.
A receita que se segue é muito simples, pense numa coisa fácil e boa!
Não precisa esperar o final de ano, faça isso ao menos uma vez por mês e será uma pessoa mais gorda alegre para sempre!

farofa banana bacon
Ingredientes:
200G de bacon.
03 cebolas grandes picadas.
50-100Ml de óleo
01 pimentão vermelho.
50-100G de manteiga
500-750g farinha.
3-5 bananas em rodelas.
½ Maço de cebolinha
Sal e pimenta do reino.
Damasco (opcional)

Modo de Preparo:
Frite bem o bacon, adicione o óleo e as cebolas, deixe caramelizar e então coloque os pimentões e refogue um pouco, coloque a farinha e a manteiga (sal e pimenta). Vá mexendo a farofa até a farinha tostar, esse ponto é delicado, toda atenção é pouca! Após ficar pronto, coloque a banana em rodelas e a cebolinha, tampe e deixe descansar por no mínimo uma hora. Depois servir. 🙂
O damasco fica lindo por cima e muito gostoso também, ferva ele rapidamente em pouca água para fica mole e suculento e deixe-o descansando ali, só colocando POR CIMA da farofa na hora de servir.

Dicas:
– Medidas são todas variáveis, depende das porções, gosto e ingredientes (tipo farinha, a granulagem dela muda tudo!)
– A cebola pode ser picada da forma que quiser, eu cortei em quadrados grandes e grosseiros.
– Não usei alho porque foi servido com um lombo de porco cheio de alhos encravados nele. (qualquer dia coloco a receita)
– Não refogue ou mexa muito a banana, viraria uma inhaca. Esse descanso é justamente para ela “cozinhar” no calor da farofa e acontecer uma troca de sabores. O ideal é deixar umas 3 horas descansando antes de servir e servi-la em temperatura ambiente ou morna.

Anúncios

Torta Banoffee

Vamos começar a série de receitas do Natal e Ano Novo?
Ok, não é um dos clássicos dessa época do ano, alias, sejamos sinceros, essas comidas de final de ano, por mais que sejam bregas e não tenham nada a ver com o verão brasileiro, são uma delícia! Sou um grande crítico do Natal, principalmente (e quase exclusivamente) sua estética nórdica, com neve, pinheiros, renas e aquele velho barbudo, acho o cúmulo do ridículo. O AnoNovo já é outro nível, confraternização mundial, todos de branco e na praia (influência afro), esperança se renovando, hora de repensar os planos e iniciar novos projetos.
Fechado o parêntese de críticas pessoais, vamos ao que interessa?! COMIDA!!!
Essa torta é uma delícia, comem muito aqui em Curitiba e inclusive achei que fosse coisa de curitibano (povo bom em fazer gordices extremas), pesquisando rapidamente achei sua história em vários sites, mas a mais completa está nesse blog http://acozinhacoletiva.blogspot.com.br, que inclusive é excelente e humilha o meu.
Segundo o blog citado: “A Banoffee Pie é uma torta inglesa, criada em um pub chamado The Hungry Monk [O Monge Faminto]. O nome vem da combinação de duas palavras – banana e toffee – os dois ingredientes principais da receita. O “toffee” se refere ao caramelo obtido através do cozimento do leite condensado, isto é, nada mais que um doce de leite marronzinho e cremoso. E “banana” – adivinhe! – fatias de banana, claro..rs. É simples de fazer e doce, bem doce!
A receita dele é um pouco diferente da minha, mas fica a seu critério escolher qual agrada mais. O que ficou claro, bemmm claro, é que as fotos dele ficaram maravilhosas e realmente deixaram a minha mais feia do que já é. Nunca altero as fotos do blog com photoshop, mas essa precisei da ajuda de minha amiga Ana Lúcia para dar um retoque nas cores.

Imagem
Ingredientes:
Base:
150g de biscoito triturado.
50g de manteiga.
01 ovo.
01 colher(sopa) farinha de trigo (opcional)
Recheio:
02 latas de leite condensado cozido.
05 Bananas maduras.
Cobertura:
01 lata de creme de leite gelada.
02 colheres (sopa) de açúcar fino.
Noz Moscada.
Gotas de chocolate (opcional)

Preparo:
Antes de tudo, no dia anterior, coloque as duas latas de leite condensado em uma panela de pressão com bastante água, feche a panela e deixe cozinhando por 01 hora após pegar a pressão, desligue e deixe lá até a pressão sair. Só abra a lata no outro dia preferencialmente, muito cuidado com a pressão, tanto da panela quanto das latas (que mesmo depois de esfriar, continuam “explosivas” por algumas horas).
Para a massa, bata o biscoito no liquidificador (eu usei de chocolate, mas pode ser de maisena ou semelhante), misture com a manteiga e o ovo, se achar que ficou muito líquida, coloque a farinha e vá preenchendo o fundo e lateral da fôrma (fundo removível!). Se quiser massa mais grossa, aumente as proporções. Se quiser, pode fazer sem ovo ou farinha, então não precisa assar, mas com esses ingredientes ou se fizer apenas mais grossa, recomendo um “susto” no forno.
Para o recheio, corte as bananas longitudinalmente (de comprido), forre a massa toda com as bananas e coloque o doce de leite por cima, se esse doce estiver duro demais (bem provável), despeje-o em uma tigela e aquece duas vezes por 1minuto, mexendo entre as vezes. Forre as bananas com o doce ainda quente.
Para cobertura, bata o creme de leite bem gelado com o açúcar e a noz moscada, depois forre o doce de leite, se quiser, cubra com gotas ou raspa de chocolate, pouquinho de canela ou o que sua imaginação permitir.
Deixe na geladeira por 2 ou 3 horas no mínimo.

Dicas:
– Reforçando o cuidado com as latas de leite condensado e a panela de pressão, ok?
– Pode assar rapidamente ou não a massa, é opcional, só cuidado porque massas com muita manteiga podem derreter com calor em vez de assar.
– Despeje o doce de leite ainda quente sobre as bananas, isso “cozinha” um pouco elas.
– Quando for bater o creme de leite, além de drenar o soro, ele deve estar bemmm gelado mesmo, iclusive as pás e a tigela da batedeira podem ser colocadas no freezer antes.
– Se a torta ficar 30minutos no freezes antes de servir, quase congelada, fica deliciosa.

Published in: Sem categoria on 12/01/2013 at 22:48  Deixe um comentário  
Tags: , , , , , , , , , ,

Boeuf Bourguignon

Hoje pela manhã meu pai acordou falando em comer carne cozida, mas ele queria a receita sem batatas e cozida no vinho… pensei um pouco e concluí é aquela carne de panela com nome francês “BOEUF BOUGUIGNON”!!!

Ok, não é a receita original, alias, nem sei como ela é mesmo, mas fiz à minha maneira.
Fui ao açougue e comprei 2 peças de acém, cerca de 1kg cada, estava muito fresca e com pouca gordura, um ossinho no meio, maravilhosona!
Os legumes, eu já tinha em casa e o um vinho tinto chileno também.
O resultado ficou excelente, sabor intenso, carne molinha e suculenta, caldo encorpado e legumes no ponto! O aroma ocupou toda a casa, perfeito!

Carne de panela Boeuf Bourguignon


Ingredientes:

02kg de acém
03 cebolas médias.
05 dentes de alho.
Óleo.
250ml de vinho tinto seco.
4 tomates maduros.
2 pimentões (um de cada cor)
2 cenouras grandes.
Um maço de cebolinha.
Sal, pimenta e cominho.

Modo de Preparo:
Corte o acém em 8 partes cada peça de 1kg (cubos grandes) frite em um pouco de óleo para selar, pouco a pouco, para não juntar água. Reserve.
Na mesma panela, frite o alho, depois a cebola, adicione a carne (já selada) e a pimenta-cominho. Deixe refogar um pouco, adicione os tomates e o sal, refogue novamente até os tomates “derreterem” um pouco. Deve ter juntado alguma água, no mínimo encobriu 50% ou 70% dos pedaços de carne, complete com vinho e água, se necessário. Tampe e deixe cozinhar na pressão (40min-1h depois que começar a chiar), adicione as cenouras e o pimentão, corrija o sal se precisar. Deixe borbulhando de boa até a cenoura chegar no ponto desejado, desligue, coloque a cebolinha e é só alegria!

Dicas:
– Cebola, alho e tomates, corte como quiser. A carne recomendo em grandes cubos e a cenoura-pimentão da forma que preferir, desde que fique “bonito” para você.
– Pode tirar o excesso de gordura ou nervo da carne, caso tenha. Mas mantenha o osso.
– Não se esqueça de tirar a pressão da panela antes de tentar abri-la! Pode parecer besteira, mas ta cheio de gente que faz isso. (acredito que a panela nem abra quando ainda tem pressão, mas não custa avisar).
– Pode adicionar batatas, mandioca ou ervas de sua preferência, só lembre-se do ponto de cozimento de cada ingrediente.