Chandelle

Tudo começou com uma surpresa que se transformou em um erro, que se transfigurou em chandelle!

Minha amiga Adriely me deu um potinho com brigadeirão dentro. Eu só pude comer um pouco, porque ele “sumiu” misteriosamente. Fiquei com aquele gostinho de quero mais e pensei “poxa, eu posso fazer meu próprio brigadeirão!”.  Bolei uma receita que levasse doce de leite e chocolate, uma espécie de pudim super magnífico diferente, que dominasse o mundo e esmagasse civilizações, me dando poder de governar o planeta!!! agradasse à todos.

Fui ao mercado, mas não tinha doce de leite mole! Contrariado, mas com as lombrigas se rebelando muito desejo, comprei um Moça Fiesta (aquela lata de brigadeiro pronto). Chegando em casa fiz aquela bruxaria receita básica de pudim, mas em vez do leite condensado, usei o brigadeiro enlatado e ainda adicionei chocolate em pó e maisena. Pois é, meus caros leitores, não deu certo, ficou muito diferente do que eu imaginava, não desenformou, um desgosto. Levei para o escritório no outro dia e deixei na geladeira, quem sabe alguém passa aqui e come?  Meia hora depois uma das meninas colocou a cara na porta e disse “pode acabar ou você ainda quer?”. Simmm… ele está vivoooo!!! O brigadeirão que deu errado, virou um 1 kg de chandelle duro! Repensei a receita, mudei alguns ingredientes e batata!!! Temos aqui a receita de Chandelle, igualzinho o comprado no mercado!

chandelle

Ingredientes:

01 lata de brigadeiro moça fiesta. (385g)

01 lata de creme de leite (300g)

½ medida de leite (meia lata do creme, 150ml)

½ xícara de chocolate em pó (não é nescau!)

02 ovos

Modo de Preparo.

Bata tudo no liquidificador, coloque em uma panela e tampe e asse por 40 mintuos  em banho-maria, forno médio pré-aquecido (220°C).

Quando ficar pronto, transfira para um recipiente mais bonito, de louça, espere esfriar e coloque na geladeira. (deixe ao menos 6 horas na geladeira antes de comer)

Dicas:

– Por motivos óbvios, a panela deve ter cabo metálico.

Torta de Banana

Fiz essa torta à pedidos dos funcionários da empresa. Para simplificar, usei a mesma massa da torta de maçã, porém dessa vez ela ficou com uma textura muito diferente, mais mole e menos quebradiça. Acho que foi porque usei mais farinha da outra vez, fica a critério de cada um, como prefere trabalhar a massa. O sabor não mudou, porém a primeira (de maçã, mais seca) ficou com textura de biscoito e essa lembrou um bolo.

Como foi uma coisa rápida, usei as bananas que estavam disponíveis e não me dei ao trabalho de cobri-la, mas na próxima vez usarei 50% a mais ou o dobro de banana e farei o dobro de massa, para cobri-la.

Torta de Banana

Torta de Banana II

INGREDIENTES:
Para a Massa:

01 1/2 xícaras de farinha de trigo (mais ou menos)
01/2 xícara de açúcar
120g de margarina com sal (meio potinho)

01 ovo

01 colherinha de chá de essência de baunilha.

Para o recheio:
05 bananas fatiadas.
01 colher (chá) de canela em pó.
¼  de xícara de açúcar mascavo.

MODO DE PREPARO:
Em uma batedeira, bata os ingredientes da massa e forre o fundo-lateral da fôrma. Adicione os ingredientes do recheio e se sobrar massa (ou fizer uma quantidade maior), cubra. Asse por 40 minutos em forno baixo (200°C).

DICAS:

-Caso cubra a torta, faça furinhos para o vapor sair e pincele a parte superior da massa com gema de ovo para um dourado bem bonito.

Torta Maisena

Resolvi ousar! Finalmente inventei uma receita 100% própria. O nome não é muito apetitoso e confesso, a receita ficou gostosa, mas precisa melhorar muito ainda. Farei novos testes e postarei aqui, principalmente no que se refere ao preparo.

Minha idéia era fazer uma receita simples, fácil, barata e que não usasse ingredientes muito complexos, aquele tipo de coisa que um vagabundo adolescente em uma tarde vazia ou uma escrava do lar dona de casa ocupadona pudessem fazer sem maiores dificuldades.

Gostaria de saber se as pessoas confiam em mim, é uma receita bem diferente das outras e ainda em fase de teste, alguém poderia tentar fazer e me dizer o que achou? Das 09 pessoas que comeram: 02 não gostaram, 04 disseram “ta gostosa” e 03 devoraram como se fosse a última coca cola do deserto. Eu sou do time da nota mediana, ficou gostoso mas vou deixá-la melhor.

torta maisena

Ingredientes

150g de biscoito de maisena (35 biscoitos)

100g de manteiga

01 lata de leite condensado

01 ½ medidas de leite integral (medida = mesma lata do leite condensado)

01 colher (sopa) de maisena

02 ovos

01 colher (chá) de baunilha

Modo de preparo:

Para a base, triture 30 biscoitos no liquidificador e misture com a manteiga (use as mãozinhas). Espalhe e soque por toda a fôrma essa “farofa”, até virar uma “pizza”.

Bata os outros ingredientes (ovos, leite, leite condensado, baunilha, maisena e noz moscada) no liquidificador e coloque sobre a farofa socada.

Cubra com papel metálico e asse em banho-maria por 1 hora e 30 minutos em forno médio-baixo (220°C). Tire do banho-maria e retire o papel metálico, triture o restante dos biscoitos e polvilhe por cima, asse por mais 15 minutos em forno alto (260°C) para secar a base.

Dica:

-Como foi usada uma fôrma de fundo removível, cuidado para não deixar a água do banho-maria entrar por baixo e encharcar a torta.

– Usei biscoito maisena da Vitarella, é uma marca boa e barata daqui de Recife.

Bacalhau à Gomes de Sá.

Sou apaixonado por bacalhau. É gostoso, é saudável, é tradicional e é facílimo de preparar, pena que é caro! Hehehe. Essa receita não tem muito erro, se o cidadão for cuidadoso com o sal e não deixar nada queimar ou ficar cru, só pode dar certo!

Sobre o blog, acho que ando postando muito pouco por aqui, mas prometo melhorar nessa semana e trazer muitas novidades!

bacalhau

bacalhau2

Ingredientes:

01 kg de bacalhau.

04 batatas médias.

03 cebolas médias.

½ ramo de salsa.

03 ovos.

03 pimentas dedo de moça.

300ml de azeite de oliva.

10 azeitonas pretas grandes.

Pimenta do reino e sal (se necessário)

Modo de preparo:

Dessalgue o bacalhau. (vide dicas)

Cozinhe as batatas, descasque e coloque em fatias no fundo de uma fôrma untada com um pouco de azeite. Forre com  bacalhau, a pimenta, a cebola, os ovos cozidos, azeitonas e salsa. Adicione a pimenta do reino e regue com azeite por cima. Tampe com papel metálico, deixe por 40 minutos em forno médio pré-aquecido (220°-240°C), retire o papel e deixe por aproximadamente meia hora, até a pontinha das cebolas tostarem.

Dicas:

-Dessalgar o Bacalhau: Coloque o bacalhau em uma panela e encha d´água. Deixe na geladeira e troque de água a cada 4 horas. Serão necessárias 4 a 7 trocas de água para retirar o sal. Deve ficar na geladeira porque nosso clima tropical esquenta a água e ele apodrece em 10 horas, é um cheiro horrível. Um bacalhau com peças grandes precisará de mais tempo na água e em pedaço menores o sal sai rapidamente, caso não tenha dessalgado por completo, dê uma escaldada (água quente), mas não o deixe passar do ponto porque fica desmanchando demais.

– Bacalhau em pedaços menores são mais baratos (geralmente), evite bacalhau com pele e espinhos, se perde muito para limpá-los.

– Caso você retire todo o sal do bacalhau, pode SIM colocar sal depois. Use esse sal sobre o bacalhau e a cebola, antes de regá-los com azeite.

– Cuidado ao usar a pimenta dedo de moça, uso sem semente e em fatias finas, dá uma ótima aparência e um leve sabor de pimentão (que não é usado na receita original), caso use a dedo de moça com semente, não é necessário o uso da pimenta do reino.

– O melhor acompanhamento é arroz branco e se quiser, uma saladinha neutra de beterraba e cenoura.

Pão de queijo tradicional.

É uma postagem expressa.

Apenas para constar, é a mesma receita do Pão de Queijo Caipira (última receita do blog), mas fiz em fôrminhas pequenas e sem nenhum “Plus”, como salame ou presunto.

O sabor melhorou, por causa do tamanho, a massa ficou mais fina e delicada.

Eu garanto, é a melhor receita de pão-de-queijo que já conheci!!!

pão de queijo

Ingredientes:

01 1/2 Xícaras de Polvilho Azedo
01 1/2 Xícaras de Polvilho Doce
03 Ovos Inteiros
01 Xícara de Queijo Parmesão Ralado
01 Xícara de Leite
01 Xícara de Óleo

01 Pitada de Sal

Modo de Preparo:

Bata tudo no liquidificador, unte as fôrminhas com manteiga e polvilhos doce-azedo, adicione a mistura (entre 1/2 e 2/3 de cada recipiente), coloque em forno pré-aquecido médio-baixo (180°-220°C), demora aproximadamente 25 minutos.

Dicas:

– PELO AMOR DE DEUS, NÃO USE QUEIJO RALADO EM PÓ! Desembolse um pouco de dinheiro e compre parmesão para ralar na hora, se for usar aquele extrato de pó de vômito queijo ralado de saquinho, melhor seguir outra receita, não a minha!

Pão de Queijo Caipira.

Primeiramente, gostaria de me desculpar pela demora em postar algo. Essa receita eu fiz pela primeira vez na segunda feira, dia 07/09, mas ela deu errado (ficou feia, grudou no fundo e encruada, argh!). Isso me desanimou um pouco, só fui refazê-la na sexta, dia 11/09.

Por que esse pão de queijo é caipira? Não sei, mas ele é diferente dos outros, invenção minha, dei um nome comercial. Escolhi “caipira” porque ele é mais rústico, diferente dos pãezinhos de queijo bonitinhos que tem por aí. Para falar a verdade verdadeira não temos tantas fôrminhas, para facilitar o serviço, fiz tudo em uma fôrma só, virou um “pãozão de queijo”!

O bicho cresceu muito, tocou no teto do forno e murchou uns 3 minutos depois que o tirei, nem deu para fotografá-lo em seu ápice! Também dei uma incrementada, colocando cubinhos de salame, mas pode colocar outras coisas como charque, bacon, lingüiça calabresa, peito de peru, tomate seco, provolone ou até mesmo goiabada. O importante é que seja diferente do sabor do pão de queijo (defumado ou doce, para dar um contraste) e que não solte água, porque um dos motivos da primeira receita dar errado foi o uso de tomate e cebola, que soltaram água e deixaram-no um pouco molhado/encruado no meio, só use se for fazer ele mais fino e em forno bem baixo, para secar bastante (mas ficará mais durinho).

A receita é MUITO fácil, 1 hora no máximo, qualquer pessoa faz e nem coloca a mão na massa!

pão de queijo

Pão de queijo II

Ingredientes:

01 1/2 Xícaras de Polvilho Azedo
01 1/2 Xícaras de Polvilho Doce
03 Ovos Inteiros
01 Xícara de Queijo Parmesão Ralado
01 Xícara de Leite
01 Xícara de Óleo

01 Pitada de Sal

Modo de Preparo:

Bata tudo no liquidificador, unte uma fôrma grande (ou várias menores) com manteiga e polvilho doce, adicione a mistura, coloque em forno pré-aquecido médio-baixo (180°-220°C), demora aproximadamente 40 minutos.

Dicas:

– PELO AMOR DE DEUS, NÃO USE QUEIJO RALADO EM PÓ! Desembolse um pouco de dinheiro e compre parmesão para ralar na hora, se for usar aquele extrato de pó de vômito queijo ralado de saquinho, melhor seguir outra receita, não a minha!

– Unte a fôrma usando pouca manteiga, é uma receita gordurosa, com muito óleo. Mas pão de queijo é isso aí, óleo puro! Se quiser coisa light, coma torradas integrais.

Flã (Flan)

Já viram aqueles potinhos com um tipo de pudinzinho dentro, nos sabores morango e caramelo (não é chocolate!), bem gostoso, com gostinho da infância… Então, aquilo é flã! Uma delícia, sou viciado naquilo, comer bem devagar, ir cavando com uma colherzinha de café até chegar à calda e ela vazar como se fosse lava ou petróleo (sim, eu brincava disso até meus 23 anos quando era criança!).

Descobri recentemente que a receita disso é quase igual às receitas de pudim tradicional! Muito simples, com poucos ingredientes e pouca mão-na-massa.

E claro, eu fiz! E claro, deu certo! E claro, botei no blog! E claro, vocês farão, né?!

A foto está horrível amadora, desculpem, mas quando esfriou  já tinham comido 1/3 e tal… só pude preferi fotografar uma fatia mesmo.

Flã

Ingredientes:

03 ovos.

01 lata de leite condensado.

01 2/3 latas de leite integral (use a mesma lata do leite condensado)

01 colher (chá) rasa de baunilha

01 colher (chá) rasa de amido de milho (maisena)

Um tiquinho minúsculo de raspa de limão.

½ xícara de açúcar. (p/ calda)

Modo de Preparo:

Bata tudo no liquidificador, menos o açúcar.

Para a calda, derreta o açúcar e faça um caramelo, despeje no fundo da fôrma furada de pudim. Adicione a mistura, cubra com papel metálico e coloque para assar em banho-maria (forno baixo 180°-200°C pré-aquecido). Aproximadamente 01h depois fica pronto! Espere uns 20 minutos, até ficar morno e desenforme.

Dicas:

– Quando fizer o caramelo, deixe-o mais escuro, para ficar parecido com o da fábrica (eu fiz marronzinho, mas recomendo-o mais queimado).

– Cuidado para não se queimar, caramelo é muitoooo quente e faz buraquinho na pele.

– Usei 01 2/3 de leite, é a medida exata para dar aquele sabor mais próximo do original, se quiser mais doce, use 01 ½ ou menos doce, use 02 de leite.

– Quando falo em um “tiquinho minúsculo” é um pouco MESMO, se não souber o que é “pouco”, nem use as raspas limão (pode estragar a receita se exagerar).

– Esse banho-maria deve ser fundo, deixando a água quase no nível do flã.

– Para saber se ficou bom, abra o papel alumínio e espete um garfo, se ele sair limpo é porque está no ponto! (só faça isso uns 40 minutos depois que colocou)

– Algumas pessoas não estão entendendo sobre o que se trata, aqui vai uma foto do produto da Nestlé: (mas também existe outras marcas que fabricam, como a Danone)