Carne de Onça

O nome pode soar estranho, mas é uma das comidas de boteco mais gostosas que já comi, exclusividade de Curitiba e está presente nos bares (do mais copo-sujo ao mais sofisticado) há cerca de 50 anos. Não preciso nem explicar que não tem nada a ver com o felino em extinção, na verdade ninguém pouca gente sabe a origem desse nome, mas existem mil e uma lendas sobre isso, todas com a mesma credibilidade, que dizer, nenhuma.

Esse blogueiro gordo acredita que provavelmente é uma derivação do hackepetter, uma espécie de Steak Tartar alemão e o sucesso também se deve aos árabes, abundantes em Curitiba e já acostumados ao kibe cru. É difícil entender porque esse prato ainda não se espalhou Brasil afora, é muito fácil de fazer e delicioso! Tem a cara do nosso Pais, pois envolve carne bovina e combina absurdamente com o verão.

Esse da foto não fui eu que preparei, mas é no restaurante que trabalho e às vezes sou eu quem faz. Nesse dia em especial fui como cliente apreciar a iguaria.

Ingredientes:
01kg carne moída.(vide dicas)
200g de cebola picada em cubos bemmm pequenos.
Azeite de Oliva (o quanto lhe agradar)
Sal e pimenta do reino.
Pão preto em fatias (também chamado de broa)
Cebolinha para cobrir.
Mostarda escura (Acompanhamento)

Modo de Preparo:
Misture a carne, cebola, azeite, sal e pimenta.
Sirva o pão, onça e coberto por cebolinha (Como na foto)
Simples, não?

Dicas:
– Carne: usamos carne moída “especial”, ela é uma qualidade acima da carne de primeira (sem nervos, mas com um pouco de gordura). O importante na onça é usar uma carne (patinho ou alcatra) que não tenha nenhuma gordura ou nervo, seja totalmente rósea e sem pedacinhos brancos.
– A carne deve ser moída TRÊS VEZES.
– Só misture só antes de servir, pois o sal “cresce” com o tempo e a carne escurece em minutos.
– Não precisa fazer 1kg de carne, mas a proporção de 5/1 entre carne e cebola pra mim é ideal.

Onde comer?
Paraguassu Grelhados:
Rua Machado de Assis, 525 – Juvevê – Curitiba/PR Fone: (41) 3029-1020

Anúncios