Chipas

Cheguei de Curitiba há exatamente uma semana, 23:30 de terça (06/04/2010). A viagem foi ótima, comi muita coisa boa: doces, salgados e cafés. Sai com gente bacana, conheci lugares maravilhosos e até dei um pulinho de um dia em Florianópolis, onde comi uma comida mexicana divina!

Nesse final de semana, já em Recife, não perdi o ritmo, provei do Café Jacu (vide Google) e almocei em um restaurante coreano (farei receitas em breve!). Mas vamos à nossa bagagem… Conforme prometi, traria algo diferente para saborearmos.

Em Curitiba tenho uma grande amiga chamada Rosineide, conhecida como Tata, ela é secretária da minha tia há quase 10 anos e cuida daquela família como uma babá. Nascida no Paraguai e filha de brasileiros, sempre me conta das comidas de lá. Falou dos peixes cozidos, da macarronada verde e claro, das chipas! (fala-se tchipas) Mas o que são essas tais chipas? Existem dois tipos de chipas, a chipa e a chipa-guazú. Apesar do nome quase igual, são receitas extremamente diferentes, a primeira, “chipa” é uma rosca salgada, com uma massa que fica entre o pão de queijo e o biscoito de polvilho, sabor forte de queijo e um toque de erva doce. Ela é vendida em tabuleiros, carregado na cabeça dos vendedores que circulam em toda parte, desde movimentados ônibus urbanos até nas estradinhas da zona rural, custa o preço equivalente a dois pães e é comida principalmente na páscoa. A segunda, Chipa-guazú, é um bolo salgado de milho, com queijo e cebola. Hoje posto a primeira, ainda nessa semana posto a segunda.

Ingredientes:

500g de polvilho doce.

300g de queijo prato (corte em cubinhos)

¼ xícara de óleo

03 ovos

50g de manteiga

½ xícara de leite integral

01 colher (sopa) de fermento

Erva doce (uma colher de sopa)

Sal

Modo de preparo:

Miture os ingredientes molhados (leite, óleo, ovos, manteiga), adicione o polvilho, o queijo, o fermento, a erva doce e o sal. Bata bem. A massa ficará numa consistência bem diferente, entre líquida e pastosa, muito elástica. Faça roscas, bolinhas ou qualquer formato que quiser, coloque em forno médio pré-aquecido e deixe até dourar.

Dicas:

– É uma receita simples, não tenho muitas dicas. Apenas paciência na hora de moldar e unte a fôrma apenas com óleo. Repare que fiz roscas e bolinhas… mas viraram bolachões e bolinhas, com certeza fiz alguma coisa errada ou apenas minha prática que é zero.

– Confesso que as minhas chipas ficaram um pouco sem sal, mas não tem problema. Erva-doce casa muito bem com qualquer coisa defumada, elas ficaram perfeitas com mortadela defumada e/ou salame. Uma manteiga ou queijo também quebra o galho.

Bolo de Banana

Cof Cof… tragam um espanador!!! Esse blog já está cheio de poeira e teias de aranha! Hahahahaaha!

Lindas pessoas que aparecem por aqui, minhas mais sinceras desculpas por demorar tanto para atualizar. Eu sei que esse blog parece esquecido, mas não está não! O problema é que além de um tanto ocupado, andei cozinhando apenas coisas que já tinham no blog, nada de diferente ou especial. Essa receita que segue abaixo foi dada por minha amiga Duda Ferraz. No início achei estranha a quantidade de açúcar na receita e principalmente o uso de farinha de rosca no lugar de farinha de trigo convencional, mas consultando uns amigos chefs no ORKUT, descobri que é assim mesmo. Inclusive gostaria que vocês mandassem receitas para eu testar por aqui, podem fazer isso? Fico agradecido!

Ingredientes:

05 bananas

01 xícara de óleo

03 ovos

03 xícaras de açúcar

03 xícaras de farinha de rosca

01 colher (chá) de canela

01 colher (sopa) de fermento químico

02-03 bananas e 01 xícara de açúcar (à parte)

Modo de Preparo:

Bata os três primeiros ingredientes (banana, óleo, ovos) no liquidificador. Misture em uma tigela com os outros ingredientes (pode usar colher de pau ou uma batedeira para massas pesadas), vai virar uma gororoba grudenta e feia, hahahahaha. Agora está o pulo do gato… em vez de untar a forma com manteiga e farinha, use manteiga e o açúcar. Aquelas 02 ou 03 bananas a mais, corte-as como quiser e use para decorar por cima (elas ficam lindas quando assadas). Asse por aprox. 01 hora em forno médio-baixo (180-200ºC).

Dicas:

– Em vez de comprar farinha de rosca, faça em casa usando pães duros. Basta corta-los em fatias, asse no forno até virarem torradas (não muito queimadas, apenas para secarem) e bata no liquidificador. Fica bemmm melhor que comprar na padaria. 03 xícaras de farinha são aproximadamente 12 pães.

– Use uma fôrma grande, para a massa ficar baixa. Digo isso porque usei uma fôrma pequena, isso deixou o bolo alto e conseqüentemente cru no meio, me deu maior trabalho do mundo, teve que voltar para o forno para ficar bom.

– Untar com açúcar deu uma casquinha crocante e caramelizada, muito bom!