Joelho de Porco.

Sempre tive curiosidade sobre esse prato, pois muitos falavam positivamente dele e um dos meus poucos limites gastronômicos são as carnes gordas ou com sabor que remeta a isso, o joelho, mesmo sendo mais magro que outros cortes, contém peles e cartilagens de sobra.
Passeando pelos arredores do Mercado Municipal de Curitiba, fui à distribuidora de carnes e vi joelhos defumados por preços convidativos (R$ 11,90/kg), comprei duas peças que totalizaram R$ 24,00.
Pesquisei muitas receitas na internet e cheguei em um ótimo pessoal.
Repetir não custa: Cuidado com grandes sites de receita, sempre veja mais de 10 e sempre peça ajuda para quem tem experiência.
Na foto (que ficou péssima!) vemos os joelhinhos com batatas e chucrute.

Joelho de Porco 001
Ingredientes:
2 joelhos de porco defumados (2kg)
01 cebola grande.
3 folhas de louro.
6 cravos.
3 dentes de alho.
Pimenta do Reino ao gosto.
200Ml de vinho branco.
700G de batata
500g de chucrute (Usei pacote Hemmer).

Preparo:
Coloque os joelhos, todos os temperos e o vinho em uma panela de pressão, coloque água até cobrir as duas peças. Tampe e deixe no fogo por 40minutos (depois que pegar pressão). Depois de cozidos, coloque as duas peças para dourar por 30min em forno médio pré aquecido. Use a água “temperada” para cozinhar as batatas durante esses 30minutos (pode usar pressão). O Chucrutes já vem pronto, só recomendo passar em água corrente com auxílio de uma peneira. Basta montar e servir.

Dicas:
– Os joelhos são DEFUMADOS, vendidos em embalagens à vácuo.
– Pode deixar no vinho e temperos de um dia para o outro, dentro da geladeira, só colocando água quando for cozinhar.
– Muito cuidado ao abrir a panela de pressão!
– Dourar no forno é opcional, faço isso para deixar a pele mais rija. Algumas pessoas preferem maçaricar para fazer pururuca, eu até faria isso, se tivesse um maçarico.
– A água/caldo que sobra do cozimento é dos Deuses, pode cozinhar o que quiser ali, inclusive até mesmo pensei em coar, reduzir e servir como molho.
– Não se esqueçam de passar o chucrute em água corrente, pois defumados já tendem a ser salgados e não seria legal misturar com o repolho carregado de sal.